Copa do Mundo de 1938 na França


A terceira Copa do Mundo de futebol aconteceu na França, de 4 a 19 de junho. O fato de duas Copas do Mundo consecutivas terem sido disputadas na Europa foi recebido com raiva na América do Sul, que esperava que o torneio fosse disputado em seu continente pela segunda vez. Isso levou a um boicote da Argentina e do Uruguai.



No total, 16 equipes estavam participando após uma qualificação que incluiu 37 equipes (a nação anfitriã, a França, e a atual campeã, a Itália, foram diretamente qualificadas). A Copa do Mundo em 1938 seria dominada por nações europeias, 13 das 16 equipes eram européias.

O time mais exótico a participar foram as Índias Holandesas (Indonésia), que também se tornaram o primeiro time asiático a participar da Copa do Mundo. Eles se classificaram desde que todas as outras equipes da Ásia se retiraram.

Espanhóis que foram afetados por uma guerra civil estavam ausentes e o clima político turbulento na Europa que estava na porta de uma grande guerra podia ser perceptível. Mais diretamente, desde que a Áustria, pouco antes do início do torneio, foi anexada pela Alemanha nazista e a Áustria foi, por esse motivo, abolida. Também foi notável nos jogos que incluíram a Alemanha ou a Itália, onde os jogadores italianos fizeram saudações fascistas antes dos jogos e, quando precisavam trocar a camisa do time visitante contra a França nas quartas de final, não jogavam com camisas brancas como de costume, mas com preto – a cor fascista.

Formato
O formato da competição foi um torneio eliminatório. Se a partida terminou empatada após um tempo regular, ocorreria um período de 30 minutos de tempo extra. Se a partida ainda não tivesse sido decidida após o prolongamento, uma revanche seria marcada no dia seguinte (a disputa de pênaltis não foi introduzida até 1978).

Cidades e arenas
As partidas seriam disputadas em dez cidades francesas e em nove estádios. No entanto, como uma partida foi cancelada, nenhuma partida foi disputada em Lyon. Foi a partida entre a Áustria e a Suécia. A final seria disputada em Paris, no Stade Olympique de Colombes, com capacidade para 60.000.

Torneio
Sobre os aspectos esportivos, pode-se afirmar que o Brasil pela primeira vez teve um grande impacto no futebol da Copa do Mundo e com um estilo de agradar a multidão.

A maior surpresa foi provavelmente a vitória cubana contra a Romênia. Mas cansado depois de uma partida de repetição e jogando em um campo enlameado, Cuba não conseguiria surpreender nas quartas de final, sendo derrotado pela Suécia.

Estatísticas
A Copa do Mundo da FIFA 1938 incluiria 18 partidas nas quais 84 gols foram marcados (4,66 por partida). Quatro jogadores foram expulsos durante o torneio.

Resultados
Primeira rodada, lugares 9 a 19: Noruega, Bélgica, Polônia, Holanda, Índias Holandesas, Alemanha, Áustria e Romênia.

Quartas-de-final, lugares 5-8: França, Checoslováquia, Suíça, Cuba.

Itália e Hungria venceram as meias-finais e, no jogo do terceiro lugar, o Brasil derrotou a Suécia com 4-2.

A final foi disputada entre Itália e Hungria diante de 45 124 pessoas. A partida foi finalmente vencida pela Itália, depois de dois gols de Gino Colaussi e Silvio Piola cada. Assim, a Itália defenderia o título de Campeão do Mundo e se tornaria o primeiro time com dois títulos da Copa do Mundo. Por causa da Segunda Guerra Mundial, a próxima Copa do Mundo teve que esperar até 1950.

O plantel da Itália (campeões):
Carlo Ceresoli (goleiro)
Guido Masetti (goleiro)
Aldo Olivieri (goleiro)
Alfredo Foni (zagueiro)
Eraldo Monzeglio (zagueiro)
Pietro Rava (zagueiro)
Michele Andreolo (meia)
Bruno Chizzo ( zagueiro )
Aldo Donati (meia)
Mario Genta (meia)
Ugo Locatelli (Médio)
Giuseppe Meazza (Médio)
Renato Olmi (Médio)
Mario Perazzolo (Médio)
Pietro Serantoni (Médio)
Sergio Bertoni (Avançado)
Amedeo Biavati (Avançado)
Gino Colaussi (Avançado)
Giovanni Ferrari (Avançado)
Pietro Ferraris (Avançado)
Pietro Pasinati (Avançado)
Silvio Piola (Avançado)
Vittorio Pozzo (Treinador principal)

Veja Também

Copa do Mundo de 1962 no Chile

A sétima Copa do Mundo foi disputada no Chile de 30 de maio a 17 de junho. As qualificações iniciadas dois anos antes incluíam 57 seleções. Destes, 14 equipes conseguem ir para o torneio final, juntamente com o país anfitrião automaticamente qualificado Chile e o atual campeão Brasil.