Afirmando ainda ter muitos projetos no futebol, Jorge Jesus diz que deixou o principal motivo para adeus ao Flamengo foi a pandemia


Jorge Jesus atribui a pandemia o maior motivo para deixar o Flamengo e voltar a Portugal



De volta a Portugal, Jorge Jesus foi convencido pelo presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira a comandar o projeto europeu do clube. Em entrevista ao canal “TVI”, na última semana, Jesus afirmou que o primeiro ponto que pesou na sua volta para Portugal, foi, sim, a pandemia da Covid-19.

Segundo Jesus, vários fatos fizeram que ele tomasse a decisão. Primeiro, a pandemia, e, em segundo, o projeto que o presidente do Benfica me expôs. E acrescentou dizendo que o desejo de ficar próximo a família em meio ao momento delicado em todo o mundo, falou mais alto.

O Mister ressaltou que nada lhe faltou no Brasil, antes de surgir a proposta de volta ao clube, ele nem mesmo pensava em ir embora, tanto que Jesus teve seu contrato renovado com o Flamengo até junho de 2021.

Jesus ainda deixou claro que pretende treinar fora de Portugal mais uma vez, mas pontuou que sua meta de carreira no momento é vencer a Liga dos Campeões, título que ainda não tem em seu currículo, e também o Mundial de Clubes, apontando a derrota sofrida pelo Flamengo no ano passado na final para o Liverpool.

Durante a entrevista, o mister relembrou o carinho do povo brasileiro e recordou como o Maracanã, nas noites de jogos do clube carioca, entoava seu nome nas arquibancadas, arquibancadas que estavam sempre cheias com uma média de 70 mil torcedores. Falou ainda de como os brasileiros são doces e são apaixonados por futebol, viver, música e sem medo de falar “eu te amo” seja para homens ou mulheres.



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza