Argentina suspende temporada, salva time de Maradona e anuncia que rebaixamento está pausado até 2022


Claudio Tapia, presidente da Associação de Futebol da Argentina anuncia o encerramento da temporada, frente a pandemia de coronavírus paralisou o futebol no país, em março, sendo assim não haverá a realização das últimas duas competições do calendário.



Em entrevista ao canal TNT Sports, disse que na reunião do Comitê Executivo, ficou acertado que está encerrada a temporada 2020 e que ficam estabelecidas pela classificação geral as vagas para a Libertadores e para a Sul-Americana (de 2021). As vagas da Copa da Superliga e da Copa da Argentina, ficam abertas até a autorização do Ministério da Saúde quanto ao retorno dos jogos.

Com o rebaixamento suspenso até 2022, os continentais serão definidos pela tabela acumulada da Superliga e a rodada inicial da Copa da Superliga, salvando assim o Gimnasia La Plata, time treinado por Maradona.

Sem descensos nesta temporada que acabou e na temporada de 2021 e que ele volta a valer daqui dois anos, ele será considerado. Na Argentina, o descenso é definido com base em uma tabela com a média da pontuação nos últimos três anos.

Sem a Copa Argentina e a Copa da Superliga para definir dois classificados para a Libertadores, as duas vagas restantes ficam abertas. A classificação fica assim:

Classificados para a Libertadores 2021: Boca Juniors, River Plate, Racing e Argentinos Juniors

Classificados para a Sul-Americana 2021: Vélez Sarsfield, San Lorenzo, Newell’s Old Boys, Talleres, Defensa y Justicia e Lanús

Iniciando os jogos com uma etapa regionalizada, a Copa da Argentina estava na segunda fase quando houve a interrupção do futebol. Enquanto isso a Copa da Superliga teve apenas a rodada inicial disputada. Vale ressaltar que muitos times, nãos participaram de nehuma das competições.

Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.