Atacante holandês Robben anunciou em uma entrevista que pensa em voltar aos campos, mesmo após o anuncio de sua aposentadoria na temporada passada


Com sua aposentadoria anunciada após seu contrato com o Bayern de Munique, o astro holandês Robben se diz disposto a voltar aos campos mesmo com seus 36 anos. Ele revelou num podcast do Bayern que “se coça” de tempos em tempos pela volta aos gramados.



O atacante disse que após pendurar as chuteiras, está disposto a retomar sua vitoriosa carreira, disse que no início achava que era apenas uma falta do futebol, mas que hoje já acredita na possibilidade real de voltar.

Ainda sem um plano concreto sobre que passos vai dar e que direção tomar para concretizar a sua vontade de voltar aos campos, o astro holandês enfrenta ainda a paralisação do futebol em boa parte do mundo. O jogador afirma que após a retomada do esporte em meio à pandemia do coronavírus, vai se inteirar melhor de suas possibilidades.

– Com o vírus, é um tempo estranho para todos, e quando o futebol voltar, veremos. Mas talvez isso fique sempre um pouco em mim. Sou apenas um atleta – disse o atleta, que anunciou sua aposentadoria em maio do ano passado.

Apesar de ter seu futuro especulado na Holanda e nos Estados Unidos, o holandês decidiu encerrar sua carreira vitoriosa no clube alemão, onde viveu a melhor fase de sua carreira. O craque recebeu uma grande homenagem na despedida, junto a Ribéry.

Robben conquistou ao longo de sua vida como profissional, 28 títulos, defendendo Bayern, Real Madrid, Chelsea, PSV e Groningen. Os títulos conquistados craque foram:

1 pela Liga dos Campeões;

1 pela Supercopa da Europa;

8 pelo Campeonato Alemão;

1 pelo Campeonato Espanhol;

2 pelo Campeonato Inglês;

1 pelo Campeonato Holandês;

14 por copas e supercopas nacionais.

Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.