Atlético-MG inicia terraplenagem em terreno para seu futuro estádio. Arena MRV tem previsão de ser finalizada em 2022


Já autorizado pelas autoridades competentes, as obras da Arena MRV terão inicio na semana que vem. Porém com a pandemia no novo corona vírus, alguns prazos foram refeitos, mas o atraso foi menor do que se esperava, tanto que, após iniciar o processo de remoção e transplantio de flora, a Arena MRV iniciará na próxima semana a etapa de terraplanagem.



Com capacidade total de 46 mil lugares e orçado em R$ 410 milhões, sem adicional dos custos extras, a obra tem previsão de término de 26 a 30 meses, sendo entregue em em 2022. O conselheiro do Atlético e presidente do conselho da construtora MRV Engenharia, Rubens Menin, confirmou que a terraplanagem no terreno está confirmada para a próxima semana. O coronograma inicial da Arena é que a terraplanagem já tivesse acontecido há algumas semanas, mas com a crise apresentada da pandemia do novo corona vírus, houve atraso. Por outro lado, uma fonte ligada ao projeto, consultada pela reportagem, garantiu que os impactos da crise da saúde mundial foram menores do que os esperados no passo a passo da obra.

No dia 16 de março, houve comemoração junto a Arena MRV, pelo fato da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, MG ter autorizado a “movimentação de terra”. Agora, o Galo vai em busca da Licença de Operação, para poder “cortar a fita” em 2022 e inaugurar sua nova casa.

 

Mensagem postada no Twiter pela Arena MRV:

A MASSA pediu, a gente atende! 👊

Confira algumas fotos do andamento dos trabalhos na Arena: ontem iniciamos o transplantio de todas as palmeiras acumãs (Syagrus flexuosa), uma espécie rara e de grande importância encontrada no terreno.



Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.