Atlético-MG segue “cartilha” de Sampaoli e alarga liderança do Brasileiro


Com mais uma virada, time mostra que vem colocando em prática a cartilha proposta pelo seu treinador



Mesmo se esforçando com seu “portunhol” pausado nas entrevistas, o treinador Sampaoli mostra que sua equipe vem aplicando em campo, tudo aquilo que ele vem apresentando como conteúdo nas entrevistas coletivas. A promessa de ofensividade feita pelo técnico, na apresentação, vem sendo colocada em prática a cada rodada da competição, o líder do Brasileiro proporciona o futebol mais atrativo do país.

Outra saiu atrás do placar, no duelo Marcelo Bielsa x Pep Guardiola na Premier League, o Galo de Sampaoli, demonstrou uma máxima fluência na proposta de jogo de seu comandante, mesmo sendo integrantes da mesma escola dos técnicos do Campeonato Inglês.

Mostrando que sua ofensiva é capaz de virar jogos, assim como ocorreu contra o Corinthians, mas o time tenta por sua vez diminuir os gols sofridos, já são quatro jogos seguidos sendo vazado. Diante do Vasco por exemplo, o erro do zagueiro Réver que proporcionou o gol adversário, fez com que o Atlético buscasse a virada logo no primeiro tempo, e o controle da partida no segundo.

Com a tática de “aniquilar” os adversários, com ataques pelas pontas, infiltração dos meias na linha do centroavante e bombardeios o time demonstra que não vai baixar a guarda e que vai lutar até o fim, mantendo sempre a calma e defendendo o argumento mais válido que tem o time, que é o ataque.

Compenetrado em corrigir falhas, Sampaoli se tornou a imagem do Atlético em 2020 gritando com seus jogadores e pedindo que a equipe não perca tempo, ainda que haja três gols de vantagem no placar. Tendo vencido todos os seis jogos do Brasileirão, o time agora, irá sair de casa – onde está invicto com Sampaoli. O próximo jogo é contra o Fortaleza de Rogério Ceni, técnico que já trabalhou como “estagiário” de Sampaoli no Sevilla.

Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza