Caio Alexandre e Kanu se tornam protagonistas do Botafogo


Dupla se extrema importância dentro de campo os dois tem forte relação longe das quatro linhas



Tendo a criação em Caxias, município do Rio de Janeiro, como ponto em comum, Caio Alexandre e Kanu viram protagonistas do Botafogo. A dupla, diretamente envolvida no resultado na Ilha do Retiro – o meia marcou um gol e o zagueiro deu uma assistência -, se consolidou como protagonista do Alvinegro.

A amizade entre os dois teve início nas categorias de base, se fortalecendo ainda mais no profissional. Os dois atletas são os que somam mais jogos do Botafogo na temporada.

Em entrevista Caio diz: “Chegar no profissional e estar em um momento bom com o Kanu é sensacional. Assim que eu subi para o profissional eu ia de carona com ele ou ele comigo. No começo, ele também não era relacionado, assim como eu. Ele me dava conselhos. Chegou antes de mim, foi emprestado. Trabalhamos muito juntos, domingo que tinha jogo a gente ia para o Nilton Santos de manhã para treinar. Nós crescemos juntos. No começo do ano tivemos nossas primeiras oportunidades no Carioca e poder desfrutar de tudo isso hoje é sensacional. Tem muita coisa pela frente ainda, mas é um momento especial. Olhar para trás e ver tudo o que a gente passou é gratificante.”

E Kanu completou: “Muito feliz com esse momento. É desfrutar, mas continuar com os pés no chão para levar o Botafogo ainda mais longe. Desde a base eu gritava no ouvido dele (Caio). Ele sempre atentou, escutou. Está colhendo o que plantou. Ele é merecedor. Fico feliz por ter dado a assistência, ainda mais para ele. Pareceu até que o gol foi meu.”

Os dois foram criados em Duque de Caxias, um dos municípios mais famosos do Rio de Janeiro, inclusive, com uma distância curta entre as casas.  Os dois carregam Caxias no coração, que além de o local ser visto como a hora de lazer para os dois, há também uma responsabilidade social. Nossa vitória dentro do futebol é uma vitória de Caxias também – destacou o camisa 19.



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza