Clássico entre Atlético-MG x Cruzeiro completa 99 anos com jogo preliminar que valeu medalha


A maior rivalidade de Minas Gerais não tem consenso sobre estatísticas, o primeiro Atlético-MG x Cruzeiro (fundado com o nome de Societá Sportiva Palestra Itália, no mesmo ano, em 2 de janeiro) aconteceu há exatos 99 anos já com grande aclamação do público e reuniu o encontro entre os dois grandes do futebol brasileiro.



Realizado no estádio do Prado, hoje local do clube dos oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais, segundo o jornal “Diário de Minas”, o que deu mais cobertura ao primeiro clássico, a partida abriu o primeiro clássico mineiro e seria apenas um jogo preliminar já que o América-MG ainda enfrentaria o Luzitano depois.

A seguir o relato publicado na época pelo Diário de Minas sobre os dois times:

“Club novissimo, mas que vem surgindo com todos os requisitos para conquistar os melhores louros, a sociedade Sportiva Palestra Italia já manifestou a sua força e pretende trilhar em Minas a mesma róta do valoroso campeão da Paulicéa” – jornal Diário de Minas sobre o Cruzeiro.

“Com respeito ao Athletico, não é preciso dizer sinão que a sua tradição e glorias que lhe cobrem o pavilhão exigem sempre, da sua parte, esforço e vontade firme” – jornal Diário de Minas sobre o Atlético.

O Cruzeiro teve seu primeiro gol, marcado pelo Atílio com apenas dois minutos de bola rolando, o segundo gol se deu aos 31 minutos também pelo atacante em questão. Já no segundo tempo, os Cruzeirenses vibram com mais um gol, dessa vez feito por Nani. Segundo o jornal da época, “Diário de Minas”, O segundo tempo, segundo o relato do jornal, foi também de domínio do Cruzeiro. O Atlético, por sua vez, mereceu críticas à parte ofensiva, chamada de “linha de forwards” pelo jornal. Segundo o relato, o ataque “esteve medíocre, com uma ou outra exceção”.

Os dois times se apresentaram com as seguintes formações:

Cruzeiro: Scarpelli; Polenta, Ciccio, Quiquino, Américo, Kalim, Lino, Spartaco, Nani, Henriqueto e Atílio.

Atlético: Valter, Furtado, Alvim, Fernando, Eduardo, Coutinho, Hernani, Zica, Amaral, Minotti e Márcio

Até os dias atuais o clássico vive sob a polêmica de números. Com um total de 500 partidas e próximo de completar 100 anos, segundo os clubes, a diferença entre a quantidade de partidas disputadas é de 20 jogos entre os dois lados, o consenso é que o Atlético tem mais vitórias. Para os alvinegros são 514 clássicos, enquanto o Cruzeiro considera 496. O galo afirma que tem 217 vitórias e a Raposa 194 triunfos. Segue relação de números compartilhados pelos dois clubes:

Atlético:

514 jogos

217 vitórias

137 empates

170 derrotas

Cruzeiro:

496 jogos

169 vitórias

133 empates

194 vitórias



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza