Com início ruim no Brasileirão somando apenas 14 pontos, Corinthians flerta com a zona do rebaixamento


Com 13 rodadas e somando apenas 14 pontos Corinthians tem seu terceiro pior início no Brasileirão



Com apenas 14 pontos ganhos e 35,89% de aproveitamento, o Timão se vê flertando com a zona do rebaixamento, é o terceiro pior início do clube na história dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro, iniciada em 2003. A campanha atual só não pior do que as das temporadas 2004 e 2006, quando o Alvinegro fez, respectivamente, 13 e 10 pontos no mesmo número de jogos.

O timão soma apenas três vitórias contra o Coritiba, Goiás e Bahia. São cinco empates com Grêmio, Fortaleza, Botafogo, Atlético-GO e Red Bull Bragantino e cinco partidas que sofreu derrota para Atlético-MG, São Paulo, Palmeiras, Fluminense e Sport. A situação vem preocupando, uma vez que o time se aproxima do grupo dos quatro últimos colocados do Campeonato Brasileiro.

Tendo o pior início de campanha em 2006, quando foi eliminado na Copa Libertadores daquele ano, contra o River Plate, e demorou a engrenar no Brasileirão. Dos 39 pontos disputados, o Corinthians só conseguiu 10, terminando o campeonato na 9ª colocação e garantiu vaga para a Copa Sul-Americana.

Também sofrendo maus bocados, em 2004 o Timão não teve vida fácil em seus 13 primeiros jogos no Campeonato Brasileiro, fazendo 13 pontos o time também flertou com a queda, mas com a chegada de Tite, em sua primeira passagem pelo time, o grupo engrenou e terminou a temporada com 74 pontos em 46 jogos.

Já em 2007 o time teve sua pior campanha no Campeonato Brasileiro, encerrando a 13ª rodada com 15 pontos, um ponto a mais do que neste ano. O time acabou rebaixado para a Série B no ano seguinte e não conseguiu evitar o maior vexame de sua história.

O próximo confronto do Timão é contra o Santos na Neo Química Arena. O clássico é válido pela 14ª rodada.

Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza