Cruzeiro e Fred não conseguem acordo e ação judicial movida pelo jogador tem encontro agendado para novembro


Sem acordo firmado, Fred segue com a cobrança de R$ 78 milhões ao Cruzeiro



A audiência virtual que tratava sobre a cobrança do jogador de R$ 78 milhões contra a Raposa, não teve acordo fechado, uma nova data foi firmada para o dia 16 de novembro a fim de que seja concluído um acordo extrajudicial para encerrar a pendência.

No dia 7 de fevereiro o jogador deu entrada na 1ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, cobrando salários atrasados, férias, 13º, aviso prévio, luvas, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e cláusula indenizatória.

O jogador que atualmente veste a camisa do tricolor carioca, obteve na justiça uma liminar que lhe deu o direito de rescindir de forma indireta o seu contrato com o Cruzeiro para poder acertar com outra equipe, o que ocorreu quatro meses depois com acordo fechado junto ao Fluminense.

Mas o Cruzeiro por sua vez recorreu da liminar, na tentativa de se livrar da cláusula compensatória de R$ 50 milhões. A soma de 78 milhões solicitada pelo jogador, se referem ao saldo que ele teria direito de receber na rescisão, mais a cláusula compensatória prevista no seu contrato com a Raposa.

Em outra ação no que se refere aos direitos de imagem, Fred pleiteia R$ 2,49 milhões. Com vitória em primeira instância, a favor do atacante no valor de R$ 3.354.726,07 a ação ainda dá ao Cruzeiro chance de recorrer da decisão.



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza