José Carlos Peres é afastado da presidência do Santos; Orlando Rollo assume


Com possível abertura de processo de impeachment contra o atual presidente, conselheiros santistas afastam José Carlos Peres da presidência do Santos



Na noite desta segunda-feira(28) o Conselho Deliberativo do Peixe afastou José Carlos Peres da presidência do Santos. Com 161 votos favoráveis, correspondendo a 91% dos conselheiros, o Conselho Deliberativo do Peixe foi favorável ao parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância, que indicou a abertura de um processo de impeachment contra o presidente santista devido a irregularidades no demonstrativo financeiro do clube em 2019. Seis conselheiros foram contrários e ocorreram nove abstenções.

Com a absolvição o vice-presidente, Orlando Rollo que teve sua defesa apresentada separadamente dos demais gestores, assumiu a presidência do Alvinegro Praiano imediatamente.

Juntamente com o José Carlos Peres, foram afastados: Anilton Perão, Estevam Juhas, Fabio Gaia, José Bruno Carbone, Matheus Rodrigues, Paulo Schiff e Pedro Doria, membros do Comitê Gestor.

Com direito a ampla defesa, a condição de o José Carlos Peres será novamente analisada pela CIS e levada aos conselheiros dentro de um intervalo de 60 dias, e durante esse tempo se manterá afastado do cargo. Contando com a participação de quatro gestores: Anilton Perão, Estevam Rujas, Fabio Gaia e Pedro Doria, o presidente afastado não participou da videoconferência.

Primeiro clube a afastar um mandatário dentro das diretrizes do Profut, programa de refinanciamento de dívidas no qual o Santos faz parte, o presidente da CIS, Vidal Sion enfatizou ser um dia histórico. Um grupo de torcedores uniformizados se reuniram antes da reunião virtual e protestaram na frente da Vila Belmiro pedindo o afastamento de Peres.



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza