Mesmo sem chance com o Inter, Romulo revela desejo de jogar no time. Colorado nega o interesse


Atuante hoje pelo Brescia da Itália, Romulo mostra interesse em defender o Colorado assim que tiver acertado o fim de seu contrato com os italianos, o volante tem contrato ativo até junho deste ano. Porém o Inter já sinalizou que não chances de contratar o volante.



Essa história teve início lá em 2018, quando o então vice-presidente do Inter Roberto Melo, foi até a casa de Romulo na Itália fazendo tentativas de contratá-lo, mas não teve êxito. Um ano depois, ocorreu uma nova tentativa do Colorado e por minutos o contrato não saiu.

Romulo conta que nos contatos que teve com Melo a época das tentativas do Inter, houve uma ocasião em que recebeu uma camisa com “Romulo 5”, mas alguns detalhes acabaram não se encaixando.

O vice-presidente de futebol do Inter, Alessandro Barcellos, concedeu entrevista à GaúchaZH e disse que o jogador no passado, estava sendo monitorado pelo Inter, mas que atualmente não está cogitada a contratação.

Por telefone, o dirigente do Inter disse: – Já foi monitorado. Mas não tem nenhuma chance. Acho legal o posicionamento dele (de vir jogar no Inter). Mas não tem chance, nem ele nem outro. Pelo contrário, lutamos para manter o atual elenco. Jogadores da base vão cumprir muitas funções, uso Praxedes como exemplo. Não temos o interesse, não estamos contratando. Temos o grupo que está aí.

Completando quase uma década no futebol italiano, Romulo hoje tem 32 anos e diz que um de seus planos é voltar ao Brasil. O jogador admite que tem recebido boas propostas no futebol europeu, mas por conta da pandemia do corona vírus, entende que não é a hora de negociar.

Romulo externa que o seu coração bate mais forte quando se fala do Brasil, levando em conta que seu contrato tem encerramento agora em junho.

Na Itália, o jogador passou por Fiorentina, Hellas Verona, Juventus, Genoa, Lazio e Brescia, onde tem contrato. E fez parte da seleção italiana antes da Copa do Mundo de 2014. No Brasil o jogador defendeu a Juventude, Chapecoense, Cruzeiro entre outros clubes brasileiros.



Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.