R$ 85 milhões são penhorados na conta do Santos referente a dívida com a Doyen Sports


Atraso no pagamento do acordo que venceu em setembro faz Peixe ter R$ 85 milhões penhorados



Por conta do não pagamento da última parcela do acordo de 5 milhões deu euros (R$ 33 mi, no câmbio do dia), o Santos teve R$ 85 milhões penhorados judicialmente pela empresa Doyen Sports. A quantia havia vencido em setembro. Como a decisão foi tomada em primeira instância, cabe recurso.

A Justiça instituiu que o Peixe deve depositar em juízo, valores que são referentes a negociações, mecanismos de solidariedade e direitos de transmissão.

O acordo que está gerando a multa milionária foi firmado pelo ex-presidente, Modesto Roma Júnior, que deixou o clube em 2017. Segundo o acordo firmado entre as partes, dívida de 15 milhões de euros foi dividida em três parcelas, prevendo multa e 10 milhões de euros (R$ 66 mi) caso uma delas não fosse paga, como aconteceu e, com isso, a dívida original foi praticamente dobrada.

Já é computado no montante geral, o valor da dívida representa uma quantia superior a R$ 300 milhões. Valor que está de acordo com a abertura de contas promovida pelo presidente em exercício, Orlando Rollo, na última quarta-feira (30).

 



Veja Também

São Paulo encara Rogério Ceni pela primeira vez em um mata-mata

O torcedor são-paulino se depara com uma situação inédita, enfrentar seu histórico goleiro, hoje como técnico do Fortaleza