Thyere diz que está sem dores após lesão e informa que já pode voltar a jogar no Sport depois da paralisação


Rafael Thyere estreou pelo Sport em 2020 logo após ser regularizado, porém depois de três partidas no time principal, o zagueiro sofreu uma lesão na coxa direita o tirou dos campos no final de fevereiro.



Thyere aproveita a paralisação das competições por conta da Covid-19, e se recupera em casa e se diz pronto para voltar aos campos assim que possível.

– Estou me sentindo bem, sem dores. Tanto é que venho treinando normalmente, seguindo as atividades passadas pelo clube e sendo acompanhado de perto por profissionais que contratei neste período de quarentena. É claro que devo ser reavaliado pelos profissionais do Sport quando os treinos forem retomados, mas a minha expectativa é voltar participando das atividades normalmente, sem restrições, disse.

Em campo pela última vez na Arena das Dunas, pela quinta rodada da Copa do Nordeste, dia 22 de fevereiro, o zagueiro participou do empate por 1 a 1 com o América-RN. No lugar do zagueiro, Cleberson assumiu a vaga na equipe ao lado de Adryelson.

Antes de acontecer a paralisão no campeonato, Leão já havia contratado o reforço Iago Maidana, que chegou a constar no banco de reservas da última partida da equipe, contra o Ceará, com essa chegada, aumenta a disputa pela titularidade.

Por conta das paralizações o atleta vinha trabalhando em casa, todo o elenco rubro-negro está de férias até o final do mês, mas sem data prevista para reapresentação. Segundo o zagueiro, esse é um período em que não se pode baixar a guarda, e diz: – “Não pode relaxar. Estar em casa é bom, pois estou perto da família, mas estamos no meio da temporada. Por isso tenho trabalhado firme. Estou fazendo a minha parte para atingir o melhor nível possível.”



Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.