Time rubro-negro da Alemanha, o Bayer Leverkusen retoma treinos com regras organizacionais; entenda o processo


O Bayer Leverkusen time rubro-negro da Alemanha uma das referências do Flamengo, estabeleceu um protocolo para retoma de seus treinos em meio à pandemia de coronavírus. A conexão entre os dois clubes, se dá pelo ex-funcionário do clube brasileiro e que atualmente trabalha no Bayer Leverkusen, Daniel Jouvin, que está no Bayer desde 2010 e foi preparador físico no Flamengo.



O Bayer voltou a treinar há duas semanas e tem tido boa resposta dentro dos parâmetros estabelecidos e informa que houve inclusive aumento no número de jogadores que participam dos treinos, segundo o clube, o aumento só foi possível por conta das aplicações corretas do plano proposto, não houve nenhum caso de contaminação.

O contato feito com Marcio Tannure chefe do Departamento Médico do Flamengo e Daniel Jouvin, que está no Bayer desde 2010 que foi preparador físico no Flamengo, se deu a fim verificar o que há de bom nas ações do time alemão e adaptar à realidade do Brasil.

O Bayer Leverkusen apresentou ao governo os protocolos a fim de receber uma autorização das autoridades alemãs. Veja quais medidas foram tomadas pelo clube a fim de receber autorização para retomada dos treinos:

  • Todos respondem um questionário diariamente, com até sete perguntas, respondendo se estão se sentido bem, se tiveram febre, tosse ou contato com alguém infectado.

  • Grupos de três jogadores foram definidos. A cada 30 minutos chega um grupo, e este é treinado de forma individualizada, respeitando todas recomendações médicas, como distância mínima de 2 metros. São exercícios físicos e técnicos realizados em torno de uma hora.

  • Os atletas que precisam de tratamento antes ou depois do treino tratam sempre com o mesmo fisioterapeuta, numa sala isolada, sem contato com as outras pessoas.

  • Depois do trabalho, todo o material utilizado é higienizado. Cada atleta leva roupa e material para casa e não toma banho no clube. Todo o centro de treinamento também é higienizado ao fim do dia.

Vale ressaltar que para a aplicabilidade e autorização do governo, todos os jogadores e membros da comissão técnica foram testados para saber se estavam infectados pelo coronavírus.

O Bayer informa que até o momento as ações tem tido resultados positivos, inclusive houve aumento com um grupo de trabalho para grupos de seis jogadores. A expectativa é ir crescendo gradativamente até que todos possam treinar novamente juntos. Por conta da pandemia é natural que os treinos ainda não possam abranger todas as necessidades de uma equipe profissional. A prioridade é a saúde dos atletas.

No Brasil, o Flamengo deseja retornar aos treinos no dia 21 de abril, quando se encerram as férias de 20 dias concedidas aos jogadores. Entretanto, o clube ainda espera um aval das autoridades para confirmar a volta.

Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.