Verratti: Parece que ficamos sem futebol por um ano inteiro


O meia do PSG Marco Verratti disse o que faz durante a quarentena.



“É difícil para todos se isolarem, mas estou tentando encontrar pontos positivos e ficar com minha família. Eu tento fazer o que não havia tempo suficiente antes. Eu trabalho todos os dias, talvez até um pouco mais do que antes. Antes, quando havia jogos, não tínhamos muito tempo para treinamento e recuperação.

Nós do PSG conversamos muito, mantemos contato, trocamos notícias. Isso é normal, costumávamos ficar juntos todos os dias. O treinamento é uma rotina, é verdade, mas passamos o dia todo com os amigos e agora sinto falta deles. Parece que um ano inteiro se passou desde a última partida em nosso estádio. Sinto falta de emoções depois de um gol, depois de uma vitória ”, cita Verratti.

O jogador de 27 anos está atuando na equipe da capital francesa desde 2012, depois de ter sido revelado pelo pescara, clube da segunda divisão do futebol italiano.

Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.