Goiás e Atlético-GO aguardam posição da FGF, após posicionamento positivo da CBF. Clubes goianos pretendem retomar atividades em maio


Aguardando decisão sobre o retorno ou não do Goianão, Goiás e Atlético-GO participaram nesta terça-feira com Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e demais clubes da Série A, para tratativas sobre os estaduais pelo Brasil.



Como o Campeonato Brasileiro só deve começar só no fim de junho, Goiás e Atlético-GO pretendem retomar as atividades na próxima segunda (4), mas a Federação Goiana de Futebol (GO), no entanto, ainda não manifestou de forma concreta essa intenção.

Antes das paralisações por conta do corona vírus, o Atlético-GO era o líder do campeonato, mas o clube considera inviável e pouco provável que o Campeonato Goiano seja retomado. Por outro lado, o Goiás vê com bons olhos um possível retorno, mas segue aguardando a palavra do presidente André Pitta.

Caso haja a confirmação da FGF da retomada do Goianão, o Goiás já confirmou sua volta no próprio dia 4 de maio, possível data de retorno anunciado. Caso não exista a possibilidade de torno, o Verdão pretende esperar pelo menos mais uma semana, e voltar já de olho no Brasileirão.

Já confiantes com os apontamentos positivos da CBF, o Goiás já tem pronto, os protocolos de treinos e aguardam uma posição da Federação Goiana. Dyogo Crossara, advogado do Goiás se diz confiante com a volta dos treinos, seguindo sempre os protocolos das altoridades de saúde.

Também preparado para receber os atletas de volta no clube e dar início aos treinos, o presidente do Atlético-GO, Adson Batista revela que não acredita que o Goianão ainda tenha fôlego para ganhar continuidade, mas afirma ter condições de retomar as atividades em 4 de maio. Batista diz que os atletas já manifestaram que estão desesperados para voltar a treinar, mas que não enxerga disposição da FGF para liderar a volta do Goiano, mas acredita que em junho terá o Brasileiro.

Apesar de não ter participado da reunião dessa terça-feira, o Vila Nova, atualmente na Série C também estuda voltar no dia 4 de maio. As férias impostas aos jogadores dos três clubes, termina em 30 de abril.



Veja Também

Pedido da Federação Catarinense de Futebol (FCF) pela volta dos jogos com portões fechados, é negado pelo Governo de Santa Catarina

No intuito de mantém veto aos esportes com aglomerações em meio à pandemia, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) teve seu pedido pela volta em 16 de maio, negado pelo Governo de Santa Catarina. A confirmação ocorreu na noite desta terça-feira por meio de comunicado oficial. As autoridades de saúde, avaliaram que não há possibilidade para a retomada, mesmo com portões fechados, de atividades gerem aglomeração ou contato físico.